Rafael Pieroni

Neste ensaio, Rafael Pieroni, pesquisa as vitrines, vai além de seu significado original e fotografando os reflexos projetados nos vidros espelha uma nova realidade. A construção do material aconteceu enquanto o fotógrafo traduzia sua maneira de ver as vitrines: um palco de encenação cotidiana do consumo. Aqui, os personagens dentro das vitrines e fora trocam de lugar e levantam questões atuais relativas a nossa identidade e ao mundo do consumo. Qual a imagem que projeto? Minha identidade tem um preço? Quando compramos a roupa da vitrine, nos tornamos nós as vitrines? Afinal, vivemos em um grande palco de aparências na cidade do espetáculo?