Hans Georg

‘São Luís Pinhole’ // Jardins
Em um ensaio em que a suposição é parte da técnica, Hans Georg resgata duas ancestralidades: a artesanal, ao utilizar uma câmera pinhole, e a conceitual, histórica, de um Brasil francês de quando Daniel de La Touche ergueu o forte de São Luís em homenagem a seu rei e fundou a capital maranhense, nos idos de 1600.
‘Fractais’ // Itaim
Em uma arte geométrica, Hans replica a foto para transformá-la em outra, uma dimensão algorítmica traduzida em imagem, formas complexas no detalhe, que nos remetem definição de Benoît Mandelbrot: “nuvens não são esferas, montanhas não são cones, continentes não são círculos, um latido não é continuo nem o raio viaja em linha reta”.