Fernanda Brianti

HAVAÍ // Suplicy Itaim // R. Renato Paes de Barros 198
O oásis entre os Estados Unidos e Japão é o Havaí. Este ensaio procura, livre, mostrar o Havaí, sua sensação e seu clima, sem mostrar o Havaí. Através de símbolos, o tríptico que o café apresenta se propõe a trabalhar a riqueza da linguagem da imagem que comunica sem palavras: a textura natural impressa em um tapete que traz a natureza de fora, para dentro das casas e hotéis; a vegetação verde iluminada pelo azul do mar; e a ilustração velha que dança a sensualidade das mulheres do Havaí. Fernanda Branti nos mostra seu Havaí.
Esta exposição apresenta 3 fotografias 35x35cm em molduras de 70x75cm.

CUBA // Suplicy Café Jardins // Alameda Lorena 1430
O Café Suplicy apresenta um outono de retratos, imagens de alguns dos rostos que ocupam a República de Cuba.
Esta Cuba, única, de tempo parado, é reflexo de sua história, isolada do mundo de fora, inimiga dos EUA e seus aliados, e, isolada do seu mundo de dentro, calando toda a voz interna de oposição e castrando a diversidade do país.
Neste ensaio, Fernanda Branti percorre esse tempo parado de Cuba retratando com sua polaroid SX70 personagens que encontrou em sua expedição pelo país.
“Fui para Cuba para fazer um curso de documentários de 45 dias na escola de cinema de Santo Antonio de Los Baños . Quando acabei o curso fui desbravar a ilha, e nessas andanças entre litoral e interior retratei esses personagens que vivem essa realidade bruta.”
A exposição apresenta 7 retratos 35x35cm em molduras de 70x75cm.